Coluna Entre Aspas 07/10/2021

LÍNGUA PORTUGUESA

Complete com A ou HÁ:

  1. Esta duplicata foi descontada ____ dois meses.
  2. ____ dois meses do seu vencimento, a duplicata foi descontada.
  3. Estamos ____ dois meses de um ano novo.
  4. Estamos ____ dois meses trabalhando duro aqui.
  5. Daqui ____ alguns anos ele estará aposentado.
  6. Cheguei ____ alguns minutos; daqui ____ pouco retornarei.
  7. O início da fabricação da cerveja remonta ____ mais de seis mil anos.
  8. O gol foi marcado ____ dois minutos do fim do jogo.
  9. O gol foi marcado ____ dois minutos.
  10. ____ muito que não vejo aquela gente.

RESPOSTAS AO FIM DA COLUNA 

CURIOSIDADES

DESEJAR “SAÚDE” A QUEM ESPIRRA
É uma adaptação feita pelos ateus ao "God bless you”, frase surgida durante a época das pragas mortais na Europa da idade média. Nesses tempos, o risco de morrer graças a uma enfermidade era tão grande que, ao menor sinal de que a saúde não estava bem, as pessoas próximas tratavam de pedir ajuda divina.

CRUZAR OS DEDOS
Em lugares e épocas nas quais ser cristão era perigoso, como no império romano, cruzar os dedos era uma forma de fazer referência à cruz e pedir a proteção de Jesus Cristo sem ser notado. Pouco a pouco, o sentido religioso se perdeu e o gesto passou a ser interpretado simplesmente como um pedido de boa sorte. (Fonte: Revista Mundo Estranho)

REFLEXÃO DA SEMANA
“Sonhe. Não somente aqueles sonhos de dormir, mas também aqueles em que estamos acordados. Sem sonhos, a vida não tem brilho”
(Autor desconhecido).

RIA... POR FAVOR!!!

— Antônio, para onde você vai assim tão lesto, circunspecto e assaz atribulado?
— Estava indo para o banheiro, mas agora vou procurar um dicionário.

MAIS UMA!

No consultório oftalmológico, a recepcionista pergunta ao paciente o motivo de sua visita.
— É que eu não paro de ver manchas na frente dos meus olhos — queixa-se o homem.
— O senhor já viu algum médico? — pergunta a recepcionista.
— Não — diz o homem, — Só manchas.

 

MÁXIMAS DO PROFESSOR CARLINHOS

  • O mentiroso mais chato é aquele   que na metade da mentira reconhece: “Peraí... Minto”.  E aí mente tudo de novo.
  • Você ajuda bem quando não atrapalha.
  • A zelosa mãe chamou Fredinho para uma conversinha particular:  

— Meu filho... Um passarinho me contou que você anda mexendo com droga pesada, andando com péssimas companhias. Queria te levar pra bater um papo com um psicólogo.

— Que isso, mãe — retrucou Fredinho. — Quem tá precisando de psicólogo é “ocê” que já “tá” conversando até com passarinho.

  • O comércio está precisando sempre vender mais caro para poder anunciar que vende mais barato.

RESPOSTAS – LÍNGUA PORTUGUESA:

1)Há  2)A  3)A   4)Há   5)A  6)Há - A  7)Há  8)A  9)Há  10)Há

 

Comentários
×