Carmo da Mata suspende temporariamente transportes da saúde

Da Redação

2018 não tem sido um ano fácil para os municípios mineiros. Com os atrasos dos repasses do Governo do Estado, muitas cidades decretaram calamidade financeira e uma delas foi Carmo da Mata.

Após cortar 65 cargos comissionados, nesta sexta-feira, 30, a Prefeitura da cidade informou que baseado na decretação de situação de calamidade financeira, a Secretaria de Saúde suspende temporariamente os  serviços de transporte eletivos, dando prioridade apenas aos pacientes de hemodiálise, de tratamentos oncológicos Associação de Combate ao Câncer Centro Oeste Minas (Acccom) e Policlínica Divinópolis, Centro de Atenções Psicossociais (CAPS) e gestantes de alto risco.

— Porém, permanecem serviços de urgência e emergência. A saída de veículos para o transporte de altas hospitalares de Belo Horizonte serão realizadas até as 15h e das cidades de Divinópolis e Oliveira até as 16h. — explicou.

O Executivo carmense afirmou que o corte é em decorrência do atual cenário econômico agravado pela dívida do Estado, que compromete severamente as contas municipais.

— A prioridade é manter os serviços essenciais à população. Tão logo o repasse das verbas seja regularizado, as atividades retornarão ao normal — prometeu.

Os atrasos estaduais para Carmo da Mata começaram a atrasar a partir do segundo semestre de 2017.  A dívida atualizada no dia 28 de novembro já soma R$ 3.656.941,07.

Comentários
×