Caem uns...

 Mais duas exonerações foram confirmadas ontem na Prefeitura de Divinópolis. Da Controladoria Geral saiu a controladora-geral adjunta, Flávia Mateus Gontijo. Já na Secretaria de Administração, Orçamento e Informação, foi exonerada a gerente de administração, Renata Juliana Oliveira Santos.  Ainda não se sabe quantos mais sairão, já que o governo diz que os cortes são e serão pontuais. Até o momento, seis já perderam os cargos.

 ...entram outros

 Foi empossada também ontem a nova secretária municipal de Meio Ambiente, Flávia Mateus Gontijo D´Alessandro. Engenheira civil de carreira desde 2006, ela deixa a Controladoria-Adjunta para assumir a pasta. Ela assume o lugar de Clever Grecco, o Benzito, que foi exonerado no mês passado.

 Previsões se confirmam 

Os números são tão previsíveis que a população nem se assusta mais. Porém, são perigosos. O Aedes aegypti não brinca em serviço. Achou uma brecha, ele toma conta. E não deu outra. O temor da Vigilância em Saúde se concretizou. A cidade, mais uma vez, está em alerta por causa da dengue.

 Epidemia 

O resultado do Liraa divulgado ontem apresentou um índice de infestação de 6,5%, quando o ideal é abaixo de 4%, número já considerado de epidemia. A região que corre mais risco é a Nordeste que contempla bairros como Niterói e Icaraí, com 13,8% de infestação. O que mais chama atenção é que a causa da proliferação continua a mesma: a falta de cuidado dos moradores, tendo em vista que a maior parte dos focos continua nas casas.

 Vai doer no bolso 

O brasileiro costuma frear em suas práticas inconsequentes somente quando dói no bolso. Será que com a saúde vai funcionar. O morador deve ficar atento a partir de agora. Ele será orientado e, se não cumprir a recomendação em 24 horas, vem multa pesada por aí. O valor pode variar entre R$ 178,50 e R$ 17.850,00. Vale pagar pra ver.  

Segue suspensa 

Para quem achava que a suspensão da posse de Cristiane Brasil era questão de horas, devido à força-tarefa do Planalto para derrubar a liminar, se enganou. Pelo menos por enquanto. O vice-presidente do Tribunal Regional da 2ª Região (TRF-2), desembargador Guilherme Couto de Castro, rejeitou ontem o recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) para suspender a liminar que impede a deputada de tomar posse como ministra do Trabalho.

 Pedido 

O recurso foi protocolado na noite desta segunda-feira, 8, depois que o juiz Leonardo da Costa Couceiro, titular em exercício da 4ª Vara Federal de Niterói, no Rio de Janeiro, concedeu liminar suspendendo a eficácia do decreto que nomeou a deputada como ministra. A posse da deputada no cargo estava marcada para ontem. Quarta-feira será outro dia, assim também poderá apresentar outras novidades.

 Com Gisele Souto e Ricardo Welbert

Comentários
×