Órgãos de segurança adotam medidas de prevenção ao coronavírus

Paulo Vitor de Souza

A pandemia do novo coronavírus afeta o hábito dos divinopolitanos em vários segmentos desde o início da semana. Já se percebe mudanças no cotidiano da cidade. Órgãos públicos e outros estabelecimentos já estão seguindo medidas de segurança, como é o caso da Polícia Civil (PC) em Divinópolis.

A instituição já funciona dentro de protocolos para frear possíveis contágios. O delegado regional, Leonardo Pio, explica que a PC acompanha a evolução do quadro do Covid-19 e que medidas foram adotadas no sentido de assegurar a saúde de pessoas que trabalham no órgão. Alguns dos procedimentos realizados pela PC também sofreram alterações devido às adequações.

— Quanto ao atendimento à população, este está se dando apenas para caso de urgência e emergência, em especial nas hipóteses de flagrante e delito — disse Pio.

Os serviços do setor de habilitação também sofreram mudanças. Todos os exames do processo para habilitação estão suspensos, tanto os testes teóricos quanto as aulas práticas.

— Fizemos uma seleção daqueles procedimentos onde a PC precisa atender de forma imediata, mas posso garantir que o processo de investigação continua ocorrendo de maneira normal — ressaltou.

Além do processo para habilitação, os serviços para emissão de carteira de identidade, da Unidade de Atendimento Integrado (UAI), também estão suspensos. Entretanto, a emissão será feita em casos de emergência, devendo o interessado procurar o gerente de unidade.

PM e PF

A Polícia Militar (PM) também adotou sistema de plantão para não comprometer o atendimento e as demandas da cidade.

 

 

— O efetivo administrativo da PMMG estará trabalhando em regime de plantão para manutenção da nossa capacidade operacional. Os demais policiais militares da administração e Banda de Música trabalharão em apoio ao turno operacional, com realização de operações policiais — informou o comandante do 23º Batalhão da PM, Rodrigo Coimbra.

Segundo ele, para o efetivo operacional, será dado treinamento a respeito do Covid-19 e os militares passarão a contar com luvas, máscaras, álcool em gel e outros materiais. Além disso, no intuito de preservar a integridade dos policiais, uma sala de atendimento será montada.

O delegado-chefe da Polícia Federal (PF) em Divinópolis, Daniel Souza Silva, informou que a PF também implementou mudanças internas. A principal delas é a suspensão do atendimento ao público. O delegado apontou que o serviço prestado pela PF é majoritariamente a pessoas que estão no chamado público de risco.

— Como a maioria dos nossos atendimentos é feita a pessoas que viajam e que vêm de outros países, seguimos a recomendação de suspendê-los. Mas iremos atender as situações de emergência, como pessoas com viagens agendadas para os próximos 30 dias — informou o delegado.

Outras mudanças também foram tomadas, como a suspensão do registro presencial de armas, que agora poderá ser feito on-line. As ações por causa do coronavírus, segundo o delegado, não vão afetar os trabalhos de investigação. Ainda de acordo com ele, a equipe permanece de sobreaviso à disposição do governo federal em caso de demandas.

Comentários
×